top of page
  • michellesousa350

Evento em João Pessoa vai incentivar exportação de cachaças através de rodadas de negócios

Atualizado: 14 de out. de 2022


Compradores nacionais e internacionais vão participar de rodadas de negócios com produtores de cachaças da Paraíba e de outros Estados Brasileiros em João Pessoa. Essa aproximação entre vendedores e compradores será possível durante o II Seminário e Feira de Cachaças do Brasil que vai acontecer no Espaço Cultural nos dias 20, 21 e 22 de outubro.


A ação internacional dentro do evento Brasil Cachaças é um Projeto Setorial de Promoção às Exportações da Cachaça, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro da Cachaça (IBRAC) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção às Exportações e Investimentos (ApexBrasil).


De acordo com o diretor executivo do IBRAC, Carlos Lima, o objetivo é fazer com que micro e pequenas empresas possam alcançar o mercado internacional. “No âmbito desse projeto setorial são pensadas uma série de ações para que possamos promover a cachaça lá fora, criar todo o discurso, narrativas para ampliar nossas exportações e também trazendo a preocupação com a inserção de novas empresas no cenário”, explica.


A Rodada de Negócios Internacional já tem confirmada a presença sete importadores internacionais (três dos EUA, um da Itália, um da Bélgica, um da Alemanha e um da Suíça) e 27 empresas brasileiras que ainda não exportam a cachaça, entre elas, produtores paraibanos.


Segundo Carlos Lima, os importadores terão encontros rápidos de 20 a 25 minutos com as empresas em virtude dos dois lados já terem informações prévias. “Desenhamos um ambiente de negócios seguro e controlado para as empresas. O produtor vai ficar sentado e os importadores é quem vão circular nas mesas no turno da manhã. Na parte da tarde, os importadores vão poder visitar a feira, pois nem todos os expositores vão estar na rodada”.


A cachaça é exportada para 67 países na atualidade. De janeiro a agosto deste ano houve um crescimento significativo das exportações, quando comparados com números de 2021, apesar da Pandemia. “Mas a gente ainda exporta menos de 1% do que produzimos, portanto, temos um grande mercado internacional a ser conquistado”.


JORNALISTAS INTERNACIONAIS


Outra ação que o Brasil Cachaças vai oportunizar através do IBRAC/ApexBrasil é a vinda de jornalistas internacionais para poderem visitar a realidade da cachaça. O grupo vai visitar alguns engenhos paraibanos. “Só vamos poder construir uma imagem de um produto lá fora se conseguirmos engajar a imprensa internacional na construção desse discurso e ter a cachaça brasileira incluída nesse cenário vai impulsionar isso, assim como aconteceu com a tequila que foi incluída em vários aspectos da cultura norte americana”.


RODADAS NACIONAIS


Segundo a organizadora do Brasil Cachaças, Fernanda Melo, as rodadas nacionais também vão permitir aos expositores da Feira elevarem seus negócios a outro nível. “Haverá uma sala preparada para as rodadas de negócios online e o expositor que se inscreveu nela terá uma mesa exclusiva para participar do evento virtual. Basta levar o notebook”, explica.


Ao total, estão previstas dez reuniões, sendo que, a cada dez minutos, o expositor vai receber a visita online de empresas âncoras (possíveis compradoras) oriundas de diversos locais do Brasil. “Além disso, os expositores terão seus estandes físicos na feira para contatos e vendas diretamente ao consumidor”, completa.


Mais informações:

Instagram: @brasilcachacas




10 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page